Windows 10 será o primeiro sistema operacional certificado para o Arduino

Nova parceria foi anunciada durante durante a conferência Build, o maior evento sobre desenvolvimento no calendário anual da Microsoft.

Vendo a grande comunidade que vem se formando ao longo dos últimos anos ao redor das plataformas de hardware open source, era de se prever que logo uma empresa como a Microsoft iria investir em algo nesse sentido.

Depois que a Intel lançou as placas Edison e Galileo (que inclusive já está na versão 2), estava faltando alguma gigante do software para investir na comunidade entusiasta.

Depois de boatos que o sistema operacional iria estar disponível também para o Raspberry Pi 2 (boato este que eu confirmo como verdadeiro agora, pois já tem até tutorial da própria MS de como rodar o SO no micro computador), a Microsoft tenta ampliar as opções do movimento DIY e aumentar ainda mais as possibilidades quando o assunto for Internet Of Things (IoT).

picture of weather

Na imagem acima, parte do projeto “Foto do Clima”, um projeto que captura a previsão do tempo disponível no smartphone e reproduz no quadro ao fundo, usando uma fita de leds controlada pelo Arduino

 

Segundo publicação no blog do Arduino, o novo sistema operacional da Microsoft será certificado para as placas Arduino, que entre outras coisas, permitirá que os makers possam desenvolver aplicações ou dispositivos de hardware que comuniquem-se mais facilmente entre si, usando o poder de controle de hardware do Arduino e as diversas capacidades do sistema operacional da empresa.

Ainda no blog do Arduino, foi citado como exemplo a possibilidade da criação de uma câmera de monitoramento motorizada, utilizando o Arduino, e através do desenvolvimento em plataforma Windows, criar uma bela interface, conectar a câmera à nuvem, ativar a captura através de detecção de movimentos ou até mesmo com recursos de reconhecimento facial ou de voz.

Também foram citados recursos como o “Windows Remote Arduino”, que permitirá com que os desenvolvedores possam acessar recursos do Windows 10 através de redes wireless como se eles estivessem com o Arduino conectado ao computador com cabo USB. Já o recurso “Windows Virtual Shields” permitirá com que usuários de dispositivos móveis Windows (como o Windows Phone ou o Surface) possam conectar-se a dispositivos baseados em Arduino e enviar dados a partir dos sensores previamente embarcados nestes dispositivos, como por exemplo, o projeto do “foto do clima” que mostrei na imagem acima que usa o GPS do aparelho para enviar informações ao Arduino.

lightbox_Phone

Apesar dos dois recursos que citei acima, cuja empresa mencionou que iria deixar aberto o código fonte das bibliotecas, nada foi declarado no que diz respeito a toda a gama de aplicações e possibilidades mencionadas anteriormente. Em alguns fóruns e grupos do Facebook, desenvolvedores que defendem ativamente a distribuição livre de códigos fonte (e porque não dizer, distribuição do conhecimento) já perguntam se terão mais um parágrafo para ler nos termos de compromisso de usuário final do sistema operacional, onde quem sabe, estarão descritos os  detalhes mais sórdidos dessa maravilha toda.

Em resumo, tudo o que a Microsoft apresentou é bem legal, mas pra quem já conhece e brinca com o Arduino a mais tempo, sabe que não é nenhuma novidade. As aplicações sugeridas e muitas outras são perfeitamente possíveis de serem desenvolvidas e aplicadas para qualquer sistema operacional. Talvez com um pouco mais de trabalho, mas são possíveis sim.

Talvez em alguns sentidos essa integração seja benéfica, pois ampliará as capacidades de dispositivos como o Windows Phone por exemplo, cujos usuários reclamam tanto da falta de opções de aplicativos. Seria esta mais uma maneira que a empresa encontrou de não ficar de fora e deixar de atender uma fatia do mercado que desenvolve muito e vem crescendo a cada dia, e de quebra, devido a estas facilidades atrair mais desenvolvedores?

Arduino_1

Contanto que não seja para barrar o conhecimento e que essa maravilha toda não acabe se tornando mais uma plataforma proprietária, se for para melhorar e nos dar mais opções, o que vier, vem bem!

Comments Are Closed