Primeira reunião da célula de hardware

Na primeira reunião da célula de hardware, foram definidos alguns pontos com relação aos encontros dos membros da célula, apresentação de alguns componentes eletrônicos e também alguns testes com Arduino e Raspberry Pi.

Primeiramente eu gostaria de me apresentar. Meu nome é Felipe Baptista, sou aluno do segundo período do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal da Fronteira Sul. Juntamente com outros 8 colegas do mesmo curso, fundamos a célula de hardware da empresa júnior FronteiraTec. Neste blog, serão publicadas notícias sobre o andamento dos nossos trabalhos e estudos, onde buscamos formas de facilitar o dia-a-dia das pessoas e também de automatizar rotinas em ambientes domésticos e industriais. Trabalharemos principalmente com Arduino e Raspberry Pi, devido à facilidade e velocidade de prototipagem, baixo custo e facilidade de integração entre sí e com outras plataformas. Nosso grupo é formado por alunos quem gostam e tem interesse em diversas áreas da tecnologia, e a medida que o tempo for passando e o grupo ficar mais nivelado em nossas áreas de atuação vamos procurar estudar e trabalhar com outras plataformas, buscando atender e solucionar problemas de maior porte.

No primeiro encontro, eu trouxe o meu kit do Raspberry e o colega Jean trouxe o seu kit do Arduino para que os demais tivessem a oportunidade de conhecer melhor alguns itens que o compõe. Deste kit que foram utilizados os componentes como resistor, potenciômetro, sensor de luminosidade, push-button entre outros para demonstrar o funcionamento juntamente com o Arduino, para os alunos que ainda não tem conhecimento em eletrônica.

Logo de cara o pessoal se interessou em tentar fazer algo com o Arduino. O Jean demonstrou alguns testes que ele havia seguido dos tutoriais disponíveis no livro “Arduino Básico” do autor Michael McRoberts. Em poucos minutos o famoso “Hello World” foi reproduzido, que nada mais é do que fazer um led piscar em intervalos pré determinados no programa. A partir daí ocorreram diversos testes com os demais componentes, como por exemplo aumentar e diminuir o brilho de um led utilizando um sensor de luminosidade de um shield do kit.

Quanto à organização, nossa célula foi dividida em 3 grupos de 3 alunos cada, que irão se revezar nas reuniões principais. Cada encontro contará com a presença de pelo menos dois representantes de cada um destes grupos, que irão se revezar semanalmente nos encontros. Essa divisão ocorreu também em função das postagens que vão acontecer aqui no blog. Toda semana teremos 3 postagens sobre aquilo em que estivermos trabalhando. Assim, cada postagem ficará a cargo de um grupo. Desta forma, cada semana um membro de cada grupo deverá postar aqui no blog, em forma de rodízio. Hoje eu estou iniciando as postagens por aqui. Na sequência, teremos as postagens do grupo que trabalhou mais tempo em cima do Arduino e também do grupo que estudou e pesquisou mais sobre a protoboard, ferramenta que se fará presente na maioria, senão todos os nossos testes.

Abaixo deixarei algumas imagens deste primeiro encontro, pois nos próximos dias os colegas deverão postar as informações sobre os estudos com maior quantidade de detalhes.

Primeiro encontro da célula

Primeiro encontro da célula

Caixa com o kit do Arduino do Jean.

Caixa com o kit do Arduino do Jean.

Kit do Raspberry Pi utilizado nos testes.

Kit do Raspberry Pi utilizado nos testes.

Montagem para o Raspberry pi acionar e piscar um LED.

Montagem para o Raspberry pi acionar e piscar um LED.

Kit do Raspberry Pi acionando um LED através da GPIO.

Kit do Raspberry Pi acionando um LED através da GPIO.

Pessoal testando o acionamento alternado de dois LED's através do Arduino.

Membros da célula testando o acionamento alternado de dois LED’s através do Arduino.

Selecionando os componentes.

Selecionando os componentes.

Testando o acionamento dos LED's através do Arduino após o sinal de um botão.

Testando o acionamento dos LED’s através do Arduino após o sinal de um botão.

Laurivan estudando o Protoboard.

Laurivan estudando o Protoboard.

Laurivan estudando o Protoboard.

Laurivan estudando o Protoboard.

E por hoje, de minha parte era isso! Em nossas próximas postagens os colegas deverão comentar mais sobre suas primeiras impressões sobre a utilização do Arduino, os primeiros contatos práticos com a eletrônica e o uso do Protoboard.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comments Are Closed