Célula de Hardware: Mais novidades na organização

E ai pessoal! Hoje vou escrever um pouco sobre alguns avanços que tivemos na organização da célula de hardware.

Já faz algum tempo que comentei aqui sobre os “outros lados” de se participar de uma empresa júnior. Quando formamos o grupo, sabíamos que esse não seria um simples grupo de estudos, mas sim, que em algum momento a coisa ficaria mais séria. Pensando nisso, eu enquanto líder da célula, sempre procuro salientar e conversar com meus colegas sobre as nossas responsabilidades com relação a assiduidade em nossas reuniões, a maneira como devemos levar a sério cada parte do projeto em que estamos trabalhando etc.

Felizmente, até hoje acredito que fui bem compreendido em todos esses pontos. Temos que ter em mente que a FronteiraTec é uma empresa júnior, e não um simples grupo de estudos. Lógico, é inevitável que em diversos momentos tenhamos a oportunidade de pesquisar e aprender, como se fosse um simples grupo de estudos, mas não podemos nos esquecer das nossas responsabilidades e do senso de organização.

6507347303_be00d9e1fc_b

Pensando nisso, adquirimos um livro ata, para que possamos registrar os nossos encontros e reuniões. Nele constarão diversas informações, como por exemplo as metas de cada encontro, descrição minuciosa daquilo que cada equipe trabalhou, controle de presenças, faltas e folgas etc. É lógico que este não é um livro ata comum. Nele ficarão registradas todos os acontecimentos internos da célula de hardware, para que possamos ter um controle do tempo que trabalhamos efetivamente em cada projeto, no que cada membro contribuiu para o andamento dos projetos e pesquisas e etc.

Pode parecer besteira, já que todos somos colegas e temos uma grande facilidade na nossa comunicação interna, ficaria fácil saber quando alguém falta, quando alguém ajuda ou não em determinadas etapas de um projeto. Mas não, não consideramos a aquisição de um livro de registros uma besteira. Esta é uma maneira que temos de guardar tudo o que acontece, e de mostrar até mesmo para os interessados que venham a participar na célula de hardware no futuro que, temos consciência de nossas obrigações enquanto integrantes de uma empresa e acima de tudo, que podemos respeitar regras.

Trabalhar na FronteiraTec tem sido muito gratificante por diversos motivos. Temos a oportunidade de trabalhar com pessoas que pensam diferente, a oportunidade de aprender com isso e com elas, de lidar com as regras que nós mesmos criamos, de trabalhar com algo legal que é o hardware de um modo geral além é claro, de ver um projeto nosso ganhar vida. Trabalhar, aprender e reconhecer esses diversos aspectos que formam um “aspirante” a empreendedor é a grande sacada de estar em uma empresa júnior. Aqui temos a oportunidade de aprender tudo isso, sem correr o risco que se corre ao abrir uma empresa e concorrer com outros no mercado lá fora.

Comments Are Closed